16.01.2019

Caminhoneiro autônomo: como separar as despesas pessoais das profissionais e ter sucesso financeiro

Educar-se financeiramente é o primeiro passo para ter um bom conhecimento do seu orçamento e entender quais gastos agregam ao bom rendimento do seu trabalho e quais são gastos desnecessários, e que ao final, podem ser maiores que a sua margem de lucro.

 

Ter seu próprio negócio não é uma tarefa tão fácil assim. Além de arcar com todas as suas próprias despesas, muitas vezes fica complicado separar as contas pessoais das contas do trabalho. Ser um caminhoneiro autônomo, por exemplo, requer cuidados na hora de planejar o orçamento e não deixar que isso se torne um problema para a sua vida financeira e pessoal.

 

Educar-se financeiramente é o primeiro passo para ter um bom conhecimento do seu orçamento e entender quais gastos agregam ao bom rendimento do seu trabalho e quais são gastos desnecessários, e que ao final, podem ser maiores que a sua margem de lucro.

 

Por isso, o mundo das finanças e da educação financeira pode ser resumido em organização. Quanto mais organizada for a sua gestão financeira, mais fácil você vai conseguir administrar seus gastos, lucrar e poupar com isso. Entender como separar as contas pessoais é uma lição fundamental quando se fala em controle financeiro.

 

Mas, como manter as finanças do seu trabalho como caminhoneiro autônomo bem separadas das finanças da sua vida pessoal? Não existe receita. Porém, existem muitos aplicativos à sua disposição capazes de ajudá-lo a colocar suas contas “no papel”, organizando seu orçamento. Alguns ajudam até a planejar melhor os seus gastos e conquistar suas metas. Confira:

 

1. Meu Dinheiro: o aplicativo Meu Dinheiro, disponível para smartphones e na web, permite uma análise das suas finanças bem como do seu cartão de crédito além do controle de saldos e gastos com itens específicos. Além disso, estabelece objetivos financeiros de médio e longo prazo, ajudando você a conquistar suas metas. Uma maneira interessante para você controlar seus gastos pessoais e profissionais.

 

2. GuiaBolso: esse aplicativo permite a organização das despesas por categorias, integrado aos bancos brasileiros. Através dele, você cadastra suas contas e cartões, e o sistema identifica o seu extrato, interpretando os gastos e colocando-os por categoria. Ele também tem um sistema de pontuação que avalia o seu desempenho. Além disso, tem utilização gratuita. Uma boa pedida para começar a se organizar financeiramente.

 

3. Mobills: no Mobills, é possível categorizar as despesas e receitas, além de produzir gráficos e relatórios personalizados para o seu orçamento e seus gastos. Ele está disponível tanto na web como em aplicativo para smartphones.

 

4. Organizze: software gratuito, o Organizze realiza o controle das suas finanças, trabalhando com conteúdos que abordam despesas pessoais, economia doméstica entre outros assuntos, ajudando você a ter o máximo de controle financeiro, equilibrando e organizando a sua vida financeira profissional e pessoal.

 

5. Wally+: o Wally+ é um aplicativo que controla gastos e ajuda você a organizar suas finanças, além de informar quando, onde, como, em que e com quem você gastou o seu dinheiro. Para isso, basta mantê-lo sempre atualizado. O app é gratuito e está disponível para iOs e Android. Uma ótima opção para planejar seus gastos e entender como separar o dinheiro pessoal do profissional. Organizando assim, dá até para lucrar mais e gastar menos.

 

Pratique a educação financeira

 

Mas, ao mesmo tempo em que os aplicativos ajudam você a controlar melhor as suas finanças, é importante que você aprenda sobre educação financeira. Isso irá ajudar na hora de entender melhor o que fazer com o seu dinheiro e como economizar. E seguir algumas dicas neste momento é uma boa pedida para ajudar você a levar a educação financeira para sua vida.

É comum encontrar pessoas que misturam a vida financeira pessoal com a profissional, principalmente quando se trata de empresários e empreendedores autônomos. Porém, essa separação deve existir para que não haja confusão com as contas. Através disso, confira algumas dicas que vão te ajudar a se organizar melhor nesse aspecto.

Separe cartões e contas bancárias

É muito importante ter contas separadas, bem como cartões de crédito. É uma forma mais fácil de você não gastar o que não deve. Esse é o primeiro passo para identificar qual dinheiro pode ser gasto, que é o seu pessoal, e qual deve ser bem pensado na hora de utilizar, que é o do seu negócio.

Saiba se controlar

Que tal utilizar planilhas ou os próprios aplicativos citados anteriormente para organizar seus orçamentos? É uma maneira eficaz de praticar seu controle financeiro, anotando todos os gastos fixos e os gastos eventuais. É sempre bom lembrar também, que é essencial controlar quanto a empresa fatura, o quanto gasta e o quanto consegue poupar. Pois, assim como na vida pessoal, o seu negócio deve estar preparado para os altos e baixos do mercado.

Estipule um salário

Não é só porque você é dono do seu negócio que você não possa estipular o seu próprio salário. Assim, você não tira dinheiro do seu negócio toda vez que precisa usar. Mas, lembre-se de determinar um salário que condiz com a realidade do seu negócio.

Reserve seu dinheiro

Guarde sempre um valor mensal para sua vida pessoal, e um percentual um pouco maior quando se trata de guardar dinheiro para o seu negócio. É muito importante que você tenha uma reserva financeira para a sua empresa e também para suas finanças pessoais, que será utilizado com eventuais emergências.

Estabeleça objetivos

Estabeleça metas para o seu empreendimento e também para a sua vida pessoal. Isso incentiva você a trabalhar para alcançar seus objetivos e contribui para seu trabalho e sua vida. Mas tudo de acordo com a sua realidade e a do mercado. Estipule metas mais fáceis de serem alcançadas e também um tempo para que você possa cumpri-las.

Seguindo dicas e utilizando aplicativos que ajudam você a se organizar e educar-se financeiramente, fica fácil estabelecer metas e separar as contas pessoais das profissionais. Assim, dá até pra economizar e lucrar mais.